Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Outra Menina Bennet

A Outra Menina Bennet

30
Abr18

“A História de uma Serva”, Margaret Atwood - sobre distopias bem construídas

Sofia

“Nolite te bastardes carborundorum”

519ocZxKB5L._SX325_BO1,204,203,200_.jpg

Queria ler este livro desde que ouvi dizer que iam fazer uma série sobre ele, já lá vai algum tempo. Entretanto, com todo o sucesso da série, a minha curiosidade para ler o livro e ficar a conhecer a história só aumentou. A essa curiosidade junta-se o facto de eu ser uma grande fã de distopias. Não podia deixar passar mais tempo pois não?

 

A História de uma Serva, uma distopia como disse, acontece num futuro próximo em que onde antes eram os Estados Unidos da América, agora se situa a República de Gileade, uma teonomia cristã militar em que a sociedade é governada por vontade e crença divina. Neste contexto ficamos a conhecer a personagem principal, conhecida por Offred, que se encontra num Centro com outras mulheres, onde são mantidas para fins reprodutivos, sendo “utilizadas” por um “Comandante” numa espécie de coito ritualizado para poderem engravidar. Os filhos que conseguissem conceber ficariam ao encargo das esposas “oficiais” destes “comandantes”. Isto devido à vivência numa era de esterilidade, poluição e doenças sexualmente transmissíveis.

Assustados? Houve momentos em que fiquei mesmo impressionada com o que estava a ler. Esta obra tece críticas sociais que não podem ser ignoradas. Pessoalmente, e enquanto alguém com educação profundamente cristã, não me senti “ofendida” com aquilo que encarei como uma representação dos perigos do fanatismo religioso, embora me parecessem um pouco exagerados. Parece-me impossível que algo deste tipo pudesse sequer ser pensado. Mas esse é o objetivo de uma distopia, certo?

Toda a obra está muito bem pensada. Tudo tem explicação, tudo está entrelaçado, não há espaço para aquela pergunta que por vezes nos surge em determinadas obras “porque é que isto está a acontecer?”. Juro-vos que tudo está perfeitamente concebido.

No final da obra temos uma espécie de epílogo que muito achei interessante. Este é uma transcrição de um trabalho ou congresso e explica que os acontecimentos narrados resultam também de uma transcrição de um testemunho gravado em cassete por um autor anónimo durante aquele que é conhecido como o “Período de Gileade”, recebendo o nome de “História de uma Serva”.

Houve algo de que não gostei – do final em aberto. A sério, não gosto nada quando os autores fazem isto, é horrível. Eu gosto de saber em que pé ficam as coisas, gosto de ter todas as pontas atadas, não gosto de ser eu a imaginar aquilo que quero ou desejo. Gosto que seja o autor a dar-me o final e não eu a projetá-lo.

Porém, eu gostei muito deste livro. É muito bom, garanto-vos. Estou muito expectante para ver a série, para ver o que os produtores conseguiram fazer com esta história. Soube que a série tem mais de uma temporada por isso estou entusiasmada para saber se o fim do livro vai ter “continuação” na adaptação. Este é um livro que não vos posso recomendar vezes suficientes. Leiam, não se vão arrepender. Quanto a mim, vou ver agora a série descansada.

 

Idioma de leitura: Inglês

 

4/5

 

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Mais sobre a Sofia

Estudante de Letras. Romântica Incurável. Perdida algures num sonho. Apaixonada por livros, chá, contos de fadas, tragédias e chuva. Entre Flores & Estrelas.

Segue-me nas redes sociais

Instagram

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D