Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A Outra Menina Bennet

A Outra Menina Bennet

11
Jan21

“Fausto”, Goethe

Sofia

Um homem vê no mundo aquilo que traz no coração.

71pwfuFl4AL.jpg

Fausto é considerada uma das mais importantes obras literárias alemãs. É uma tragédia em duas partes e a sua composição ocupou grande parte da vida de Goethe. A primeira parte da obra foi publicada em 1808 e, mais tarde, em 1832, foi publicada uma segunda parte da obra em cinco atos.

 

A obra narra a história de Fausto, um erudito, que, numa busca por conhecimento e, desapontado com as limitações humanas, faz um pacto com o diabo. Este pacto assegura que o demónio – Mefistófeles - fará o que Fausto entender se, em troca, Fausto se comprometer a servi-lo no inferno. A primeira parte da obra passa-se numa dimensão terrena e acompanha também a relação de Fausto com Margarida, uma jovem que Fausto consegue seduzir com a ajuda de Mefistófeles. Uma relação que não tem um final feliz. A segunda parte da obra tem claramente um foco e objetivos diferentes. Contém diversas referências à cultura clássica, à mitologia e trata alegoricamente de temas mais políticos, socias e culturais. Inclui fadas, bruxas e o Paraíso, por exemplo.

A história de Fausto deve ser uma das mais conhecidas. Mesmo quem nunca leu a obra de Goethe sabe a história que ela narra e isso deve-se à importância que a obra foi adquirindo ao longo do tempo e a influência que teve na cultura popular. Não obstante, ler a obra é uma experiência muito rica, inclusive considerando aquilo que representa não só estética e culturalmente, mas no âmbito da história da literatura e das ideias.

Com efeito, creio que esta obra é muito exemplificativa da época em que surge. Na altura em que Goethe começou a escrever Fausto (em 1775 foi concluída uma primeira versão e em 1832 foi publicada uma versão definitiva), vivia-se o iluminismo e, logo em seguida, o romantismo, dois dos movimentos mais importantes de sempre. Realmente, nesta obra podemos observar a influência de ambos. Por um lado, notamos a importância e a preocupação com o conhecimento e com a sua aquisição, sobretudo na primeira parte e, simultaneamente, notamos traços românticos no tom da obra, no relacionamento de Fausto com Margarida e em toda a temática e estética da segunda parte. Considerando que a primeira parte foi composta e concluída quando o iluminismo se aproximava do "fim" e a segunda quando o romantismo estava no seu apogeu, não é surpreendente que assim seja.

Pessoalmente tendo a considerar a primeira parte mais cativante, o que relaciono com o enredo em concreto. Penso que a segunda parte, até por todas as alusões que contém, é mais complexa e específica.

A minha versão desta obra é a que partilhei no inicio do post e, no geral, gostei dela. Tem uma introdução muito esclarecedora e, no final, tem uma cena não publicada da primeira parta da tragédia e uma versão comumente conhecida como “Urfaust”, uma espécie de primeiro esboço da primeira parte da obra. É uma tradução em inglês, mas, como infelizmente não conseguiria ler o original em alemão, entre ler uma tradução, optei por esta. Também é uma edição que se encontra com muita facilidade e que é muito acessível. No entanto, se tiverem interesse em ler Fausto, existem diversas traduções em português que também se encontram com bastante facilidade.

Já tiveram oportunidade de ler Fausto? O que pensam desta obra?

Mais sobre a Sofia

Estudante de Letras. Romântica Incurável. Perdida algures num sonho. Apaixonada por livros, chá, contos de fadas, tragédias e chuva. Entre Flores & Estrelas.

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub