Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A Outra Menina Bennet

A Outra Menina Bennet

05
Nov18

“Os Mistérios do Castelo de Udolpho”, Ann Radcliffe – o gótico pode ser ter uma explicação racional?

Sofia

“Uma mente bem informada é a melhor segurança relativamente ao contágio da folia e do vicio.”

transferir.jpg

Devo dizer que li este livro só porque teve de ser. Fez falta por razões académicas. A primeira vez que ouvi falar do livro foi quando li a maravilhosa obra de Jane Austen – Northanger Abbey. Como sabem (ou deveriam saber), Northanger Abbey é uma paródia ao género do romance gótico. Nessa obra aparecem várias referências a este Os Mistérios do Castelo de Udolpho, que de resto é o principal alvo da paródia, já que é o livro preferido da protagonista. Pessoalmente, o estilo do romance gótico não é o meu preferido, mas eu não desgosto dele, e essa é exatamente a maneira como me sinto em relação a este livro.

 

Os Mistérios do Castelo de Udolpho conta-nos a história da heroína Emily St Aubert. Após ficar órfã, e como ainda é menor de idade, é enviada para ficar sob o cuidado de uma tia (nada simpática, óbvio) que, quando casa com Montoni (que se torna o vilão do romance), torna a vida de Emily num tormento. Mudam-se todos para o Castelo de Udolpho onde começam a acontecer as coisas mais extraordinárias e macabras que contribuem em muito para afligir a pobre Emily. No meio disto tudo há claro um romance. É que, apaixonada por Valancourt (o herói), Emily é forçada a deixá-lo quando o novo tio a leva para o Castelo sob a instrução clara de que não poderá nunca casar com ele. Ainda por cima, Emily quase é forçada a casar com outro homem. Enfim, só desastres, como um bom romance gótico deve ser.

Está claro que no final tudo acaba bem. Dizer isto nem pode ser considerado spoiler, porque afinal não há um único romance gótico que não acabem bem, pois não?

Como vos disse no início, este género não é um dos meus preferidos, embora não me oponha de todo a ele. Li imensas obras que podem ser consideradas como romances góticos, e de que gostei bastante, como Frankenstein ou Drácula, por exemplo. Ao pé desses, Os Mistérios do Castelo de Udolpho não é assim tão especial ou glorioso. Em comparação com outros, como The Monk, é excelente. Para mim, tem uma grande vantagem. Vou explicar.

Sabem que, uma das coisas que menos gosto neste género é o facto de tudo ser tão irracional e difícil de conceber (o que não é uma boa desculpa para alguém que adora fantasia, mas não me culpem). Esta obra de Radcliffe fez uma coisa que eu achei muito boa: é que no final, ofereceu uma explicação racional para todas as coisas “estranhas” que Emily foi presenciando e nós lendo.

Dito isto, tenho só de dizer que chegou a um ponto em que eu já não conseguia mais ler sobre alguém começar a chorar, ou pior, desmaiar. Estou a dizer-vos que perdi a conta a quantas vezes estiveram pessoas a chorar ou desmaiar nesta obra.

Mas enfim. Vamos continuar. Descobri, por acaso, que em Portugal já tivemos uma tradução desta obra de Radcliffe. Foi publicada em 1960 pela editora Romano Torres. Se estiverem interessados em ler a obra, mas não o quiserem fazer em inglês, penso que podem adquiri-la sem problemas num Alfarrabista.

Em suma, posso dizer que recomendo a leitura de Os Mistérios do Castelo de Udolpho. É verdade que a obra às vezes se torna maçadora e tem situações que atualmente já não fazem sentido, caindo até um pouco no ridículo. Porém, não é uma obra terrível, e não é um sacrifício lê-la. Acredito que para quem gosta deste género, é até um dos melhores que podem ler. E já sabem, se o fizerem, contem-me!

 

Idioma de Leitura: Inglês

 

2,5/5

 

Mais sobre a Sofia

Estudante de Letras. Romântica Incurável. Perdida algures num sonho. Apaixonada por livros, chá, contos de fadas, tragédias e chuva. Entre Flores & Estrelas.

Segue-me nas redes sociais

Instagram

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D