Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Outra Menina Bennet

A Outra Menina Bennet

02
Abr18

“Palomar”, Italo Calvino – Um conto sobre a observação do mundo

Sofia

“A vida de uma pessoa consiste numa coleção de eventos, o último dos quais pode mudar o significado do todo, não porque valha mais do que os anteriores, mas porque a partir do momento em que eles são incluídos numa vida, os eventos são organizados numa ordem que não é cronológica mas que, ao invés, corresponde a uma arquitetura interna.”

P000657-180x270.jpg

Eu não queria muito ler este livro. Li-o porque era um desses livros que estava lá por casa. Estou convencida que pertencia à minha mãe. Nem sequer sabia que o autor tinha escrito este livro, dele apenas conheço Cidades Invisíveis. De qualquer maneira, não tinha mais nada para ler no momento em que acabei Tudo, Tudo… e Nós, então agarrei-me a este livro. Ainda não sei bem o que pensar dele.

 

Palomar conta a história do senhor Palomar, não bem a história de Palomar mas antes a história da sua observação do mundo. O livro é divido em partes e cada uma dessas partes contém a observação de Palomar das mais diversas coisas: o mar, o universo, o jardim, a cidade, etc. Ao longo do livro, o senhor Palomar, vai observando, refletindo, e tirando conclusões. Palomar é então um conto sobre a observação do mundo, não tem uma linha narrativa propriamente dita, e não seria um escândalo se cada uma das partes do livro fosse lida em separado, o que vos aconselho desde já a fazer.

Não tenho bem a certeza do que dizer acerca deste livro. Gostava de dizer que gostei muito e que estou fascinada, porque tenho a certeza que isso me faria parecer uma intelectual, porém estaria a mentir e este não é um lugar para mentiras, então é isso: não gostei de Palomar.

Na maioria do tempo em que o senhor Palomar tentava compreender o mundo ao seu redor, eu tentava, sem sucesso, compreendê-lo a ele. Mesmo na parte final, quando Palomar refletia sobre si mesmo, eu não conseguia aproximar-me dele. Eu não sei quanto a vocês, mas para mim preciso mesmo de me identificar e relacionar com as personagens e histórias que leio, e no caso de Palomar, isso foi impossível.

Acredito contudo que posso não ser a pessoa certa para este livro. Porque novamente, também acredito que há livros que são escritos para nós, e outros que não. De certeza que este livro já mudou a vida de alguém, deve ser inclusive o preferido de imensas pessoas. Para mim, contudo, não serve.

Não é uma leitura fastidiosa e não é uma leitura entediante, mas não é interessante. Pelo menos, para mim não é. Dei por mim várias vezes a contar as páginas para o fim, já que sou uma dessas pessoas que não consegue deixar um livro por acabar por muito mau que ele seja.

Porém há uma coisa que tenho de dizer, é um ótimo livro para abrir portas à reflexão. Contudo, não puxa para isso. Não sei bem explicar porquê, mas simplesmente não me cativou. Portanto, quanto a mim, não o posso recomendar. Se leu o que escrevi e ainda tiver curiosidade para ler “Palomar”, força. Vou gostar de saber a sua opinião.

 

Idioma de leitura: Português

 

1/5 

 

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Mais sobre a Sofia

Estudante de Letras. Romântica Incurável. Perdida algures num sonho. Apaixonada por livros, chá, contos de fadas, tragédias e chuva. Entre Flores & Estrelas.

Segue-me nas redes sociais

Instagram

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D