Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Outra Menina Bennet

A Outra Menina Bennet

24
Ago20

“Otelo”, William Shakespeare

Sofia

A reputação é uma imposição vã e falsa; frequentemente conseguida sem mérito e perdida sem justificação.

Unknown.jpeg

Sei que escrevo com alguma frequência sobre obras de Shakespeare aqui e que, provavelmente, deve ser o autor que mais repito. Mas nunca me canso de ler! E a totalidade da obra é tão incrivel que parece que nunca mais acabam. Lembro-me de que no ano passado falei aqui mais de comédias do que de tragédias, mas este ano parece que já vou na segunda tragédia e em nenhuma comédia. E tenho a certeza de que a próxima obra de Shakespeare sobre a qual escrevei a seguir será também uma tragédia, como Otelo.

 

27
Abr20

“Mathilda”, Mary Shelley

Sofia

“Não sabemos o que significa este mundo amplo; a sua estranha mistura de bem e de mal. Mas fomos colocados aqui e foi-nos oferecida vida e esperança. Não sei no que devemos ter esperança; mas existe algo de bom além de nós que devemos procurar; e essa é a nossa tarefa na terra. Se o infortúnio vier ter connosco, temos de o combater. Temos de o colocar de lado e continuar a descobrir ao que devemos, por natureza, almejar.”

51h2y0ya1mL.jpg

Esta semana venho falar-vos de uma leitura que foi, de facto, meramente de oportunidade. Conhecia a obra apenas de nome e, apesar de ter pensado em ler, foi apenas na semana que passou que, quando por acaso e enquanto procurava por outra obra me deparei com Mathilda e que pensei que, mais valia aproveitar esta época em que temos tanto tempo e tanta margem para o gerir como nos melhor aprouve para a ler.

 

 

06
Abr20

“Antony e Cleopatra”, William Shakespeare

Sofia

Dai-me o meu manto, colocai-me a minha coroa; tenho anseios imortais em mim.

41B6T3qPfWL._SX316_BO1,204,203,200_.jpg

Se costumam seguir o blog já notaram que obras deste autor vão surgindo com mais frequência do que qualquer outras. É um dos meus preferidos e, como tem uma obra tão extensa, parece que não se acaba nunca, o que é ótimo. O ano que passou dei privilégio às comédias e lembro-me de que vos falei no mínimo de As You Like It e de Much Ado About Nothing, e apenas de uma tragédia, Julius Caesar. Este ano decidi começar por uma tragédia que já há muito queria ler – Antony and Cleopatra

 

14
Out19

“Oliver Twist”, Charles Dickens

Sofia

O Oliver Twist pediu mais!

Unknown.jpeg

Não há nada que abunde mais na minha biblioteca do que romances ingleses de século XVIII e XIX. Durante a minha adolescência era tudo o que gostava e tudo o que lia e foi através deles que conheci todos os outros grandes clássicos que fui lendo. Recentemente, não sei bem explicar porquê, fui me lembrar de que não tinha lido assim tanto de Dickens. Great Expectations (Grandes Esperanças em Portugal), óbvio, e alguns contos, mas onde estavam os outros romances dele que eu sabia de antemão que ia adorar? Foi mais ou menos o mesmo que me levou, há uns tempos, a fazer uma encomenda de obras de Shakespeare que ainda não tinha lido (falei de algumas aqui no blog!). Assim que pensei nisto fui ver o que me faltava ler, fiz uma encomenda e venho-vos agora falar de uma das coisas simultaneamente mais doces e cruas que já li, Oliver Twist

 

09
Set19

“Salomé", Oscar Wilde

Sofia

“Não é sábio encontrar significado em tudo o que se vê. Tal torna a vida demasiado repleta de terrores.”

1168897545.jpg

Oscar Wilde é muito conhecido. O que não se sabe tanto sobre si é que, ao contrário da crença comum, ele não escreveu maioritariamente prosa. De facto, a conhecida obra O Retrato de Dorian Gray é um caso único na sua vida artística. Essa obra, uma das minhas prediletas, foi aquela que me introduziu ao autor e foi devido a ela que comecei a ler outras coisas de Wilde, sobretudo peças, contos e poemas já que, confesso, ainda não tive oportunidade e, sobretudo, curiosidade, de ler uma das suas novelas, embora tenha vontade de ler O Fantasma de Canterville. Talvez num futuro próximo, por agora, Salomé

 

 

05
Ago19

“O Vampiro”, John William Polidori

Sofia

“Afinal, os sonhos dos poetas eram as realidades da vida”

Image result for the vampyre john polidori

Muito tempo depois, volto a trazer-vos algo Gótico. Acho que a última vez que falei de um romance gótico aqui, foi no inicio do ano quando vos trouxe The Monk. Não sei bem dizer o porquê de ter lido O Vampiro. Se calhar é por estar muito em contacto com este género; talvez seja por ter sido quase pioneiro em termos de tema; ou se calhar, apenas calhou. Mas ainda bem que o fiz, não por ter adorado, mas devido à tradição em que se insere e na qual esta obra é tão importante.

 

 

17
Jun19

“Júlio César”, William Shakespeare

Sofia

“Et tu, Brute?”

julius caesar.jpg

Com já vos tinha dito há umas semanas, há uns tempo apeteceu-me voltar a Shakespeare e decidi comprar alguns livros do autor que ainda não tinha lido. Se há umas semanas, vos vim falar de Como vos Aprouver, desta vez trago-vos Julius Caeser.

 

 

03
Jun19

“Como Vos Aprouver”, William Shakespeare

Sofia

“Todo o mundo é um palco, e todos os homens e mulheres são meros atores”

41qrxbyy6TL._SX310_BO1,204,203,200_.jpg

Tinha tantas saudades de ler Shakespeare que nem vos conto! É um dos meus autores preferidos de sempre. Há umas semanas decidi que tinha de ler outra vez algo dele, então fiz uma encomenda com algumas obras que ainda não tinha lido (não sei bem porquê). Escolhi algumas das obras que, ainda que sejam das mais conhecidas, não são conhecidas ao nível daquelas que até uma pessoa que não lê com frequência conhece (leia-se Romeu & Julieta ou Hamlet) Quando chegaram, decidi começar por uma comédia, e então escolhi As You Like It, em português, Como Vos Aprouver.

 

 

29
Abr19

“Alice no País das Maravilhas”, Lewis Carroll

Sofia

“Eu sabia quem era esta manhã, mas já mudei umas quantas vezes desde então”

s-l300.jpg

Se bem se lembram, há umas semanas atrás fiz aqui a review de Peter Pan, uma das minhas histórias preferidas de criança! Nessa altura tinha mencionado que tinha também adquirido o volume de Alice no País das Maravilhas & do Outro Lado do Espelho. Está claro que já tinha lido este livro quando era mais miúda, mas decidi que precisava de ler a versão em inglês e, apesar de esta ser uma história que todos conhecem, não resisti a vir aqui falar dela!

 

 

Mais sobre a Sofia

Estudante de Letras. Romântica Incurável. Perdida algures num sonho. Apaixonada por livros, chá, contos de fadas, tragédias e chuva. Entre Flores & Estrelas.

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D