Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Outra Menina Bennet

A Outra Menina Bennet

13
Mai19

“O Príncipe”, Maquiavel – porquê ‘maquiavélico’?

Sofia

“Todos veem aquilo que aparentas ser, poucos experienciam aquilo que realmente és”

91-401-large_leohite.jpg

Há um bom tempo que queria ler O Príncipe, mais devido “ao que diz” do que propriamente ao conteúdo, se é que me faço entender. Da mesma maneira, sempre quis ler algo de Maquiavel. A oportunidade nunca tinha surgido até recentemente me ter deparado com a obra totalmente ao acaso e ter dito para comigo mesma “porque não agora”?

 

 

22
Abr19

“Uma Investigação Filosófica Acerca da Origem das Nossas Ideias do Sublime e do Belo”, Edmund Burke – tudo o que precisamos de saber sobre estética e gosto

Sofia

“É a nossa ignorância em relação às coisas que causa toda a nossa admiração e principalmente que impulsiona as nossas paixões.”

617BqMTovsL.jpg

Acho que toda a gente já ouviu falar deste livro, nem que tenha sido “por alto”, como se costuma dizer. Confesso que até agora ainda não tinha lido devido à popularidade da exposição feita. Penso que as ideias debatidas já estão tão divulgadas (pelo menos na minha área) que uma pessoa vai sempre adiando a leitura. Mas chegou finalmente a altura!

 

 

18
Mar19

“O Anticristo”, Friedrich Nietzsche – talvez um dia

Sofia

“Os fanáticos são pitorescos, a humanidade gosta mais de ver gestos do que ouvir razões."

O-Anticristo.jpg

Bem, já sei. Cada vez que falo aqui de obras filosóficas é quase sempre do mesmo autor. Mas o que fazer? Nietzsche é o meu preferido e estou determinada e concluir em breve a leitura de todas as obras que escreveu. Além disso, contínuo a achar que ele é o autor de uma das filosofias mais importantes e intemporais. E O Anticristo estava em promoção!  

 

 

11
Fev19

“Consolação da Filosofia", Boécio - e a arte?

Sofia

“Contemplai a extensão do céu, a sua estabilidade e célere movimento, e de uma vez por todas deixai de admirar coisas vis. E o céu não é mais admirável, em boa verdade, do que a ordem com que é governado. Como é arrebatadora a magnificência da sua beleza, como é veloz e mais fugaz do que a mutabilidade das flores primaveris.”

Consolacao-da-Filosofia.jpg

Quando comecei a ler este livro não tinha expectativas por aí além. Até porque não foi um livro que eu tivesse decidido ler. Porém, assim que iniciei a leitura percebi que estava perante algo extremamente belo. Acabei por o ler num instante e estou super agradada com o facto de esta leitura se ter proporcionado. 

 

 

26
Dez18

“O Crepúsculo dos Ídolos”, Friedrich Nietzsche – a contestação de todas as verdades pelo ‘mestre do Eterno Retorno’

Sofia

“Os grandes homens são necessários, a época em que aparecem é fortuita; se quase sempre se tornam dela senhores deve-se unicamente ao facto de serem mais fortes, mais antigos, de por mais tempo terem acumulado forças.”

250x.jpg

Esta não é a primeira vez que faço aqui uma review de uma obra de Nietzsche. Como é óbvio, também não será a última. A verdade é que eu não tinha decidido que queria ler esta obra em particular. Até porque ainda não tinha percebido que já tinha sido traduzida (foi algo recente). No entanto vi à venda e não resisti, claro.

 

 

10
Dez18

“O Mito de Sísifo”, Albert Camus – um marco no existencialismo e absurdo

Sofia

“A partir do momento em que foi descoberto, o absurdo é uma paixão, a mais lancinante de todas. Mas o problema está em saber se podemos viver com as nossas paixões, se podemos aceitar a sua lei profunda, que é a de queimar o coração que elas ao mesmo tempo exaltam.”

250x.jpg

­A minha história com este autor e as suas obras é tão estranha, louca e bizarra, que nem vou por aí. Prosseguindo: da primeira vez que li algo deste autor, foi O Estrangeiro (do qual falei aqui no blog) e do qual gostei imenso. Gostei ao ponto de querer ler mais de Camus. Porém, não o suficiente para ir logo a correr ler tudo. O Mito de Sísifo veio mesmo um bocado “por acaso”.

 

 

26
Fev18

“Para além do bem e do mal”, Friedrich Nietzsche – Para além de conceitos e preconceitos

Sofia

“A loucura é algo raro nos indivíduos – mas em grupos, partidos, pessoas, e épocas, é a regra”

cover.jpg

Nieztsche é o meu filósofo preferido. As pessoas ficam sempre chocadas quando eu digo isto. Mas é a verdade. Não há nenhum outro filósofo de que goste tanto. Acho que Nieztsche é único. Não só pelas suas ideias (algumas arriscadas, confesso), mas pela maneira eloquente como as prega e defende. Apaixonei-me por ele quando descobri o conceito de niilismo há uns bons tempos atrás. Afundei-me completamente em pesquisa e informação sobre esse conceito e sobre o seu grande defensor. O primeiro livro que li dele foi a Genealogia da Moral. Fiquei ainda mais rendida. Ler Para além do bem e do mal parecia-me o passo seguinte para a melhor compreensão do autor e das suas ideias. Surpreendeu-me.

 

 

Mais sobre a Sofia

Estudante de Letras. Romântica Incurável. Apaixonada por livros, chá, contos de fadas, viagens, tragédias, chuva e chocolate.

Segue-me nas redes sociais

Instagram

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D