Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Outra Menina Bennet

A Outra Menina Bennet

22
Abr19

“Uma Investigação Filosófica Acerca da Origem das Nossas Ideias do Sublime e do Belo”, Edmund Burke – tudo o que precisamos de saber sobre estética e gosto

Sofia

“É a nossa ignorância em relação às coisas que causa toda a nossa admiração e principalmente que impulsiona as nossas paixões.”

617BqMTovsL.jpg

Acho que toda a gente já ouviu falar deste livro, nem que tenha sido “por alto”, como se costuma dizer. Confesso que até agora ainda não tinha lido devido à popularidade da exposição feita. Penso que as ideias debatidas já estão tão divulgadas (pelo menos na minha área) que uma pessoa vai sempre adiando a leitura. Mas chegou finalmente a altura!

 

Uma Investigação Filosófica Acerca da Origem das Nossas Ideias do Sublime e do Belo é exatamente aquilo que o título anuncia e nada mais, não tem muito que supor. Burke escreve sobre o belo e o sublime, tendo em conta diversos aspetos que considera contribuírem ou influenciarem as nossas ideias e as nossas preferências acerca daquilo que consideramos como belo ou sublime e porquê. Aspetos como a cor, tamanho, textura, etc.

Acredito que aquilo que mais fica desta obra é, de facto, a visão e exposição que oferece acerca do sublime. Como provavelmente sabem, a opinião aqui expressa sobre o sublime foi muito importante para os movimentos artísticos do século XVIII e XIX. A nível de literatura (que é a área que estou mais qualificada para abordar) foi sobretudo influente no Gótico e no Romantismo, onde teve um papel fundamental. No Gótico foi particularmente explorado nas obras de, por exemplo, Ann Radcliffe. No Romantismo, bem, está presente em quase todos os poetas Românticos. Destaco talvez Shelley ou Keats.

Mesmo sem termos essa noção, depois de ler esta obra, tenho certezas significativas de que esta obra influenciou também muito a estética contemporânea. Os movimentos artísticos sobretudo, como é óbvio. A explicação acerca das nossas preferências faz todo o sentido para mim. Há aqui uma ênfase no impacto que o desconhecido tem em nós e no facto de ser o deslumbre e o espanto que nos liga tanto a algo em específico. É precisamente essa ideia expressa pelo autor que coloquei no topo do post por achar que resume toda a ideia da obra.

Um ponto que destaco é a facilidade em entender o que está escrito. Pode parecer uma coisa estranha de se dizer, mas acho que me entendem. Esta obra é filosófica, e muitas dessas obras tendem a utilizar uma linguagem e uma abordagem particular que às vezes não é tão fácil de entender com apenas uma leitura. Esse caso não se aplica aqui. A obra é perfeitamente clara, na minha opinião.

No entanto, não me parece que seja um livro que uma pessoa simplesmente se lembra de ler. É um assunto muito específico e, como tal, não acho que seja do interesse comum. Não obstante, para mim, foi profundamente interessante. Se calhar porque tem a ver com as situações que eu estudo e com as quais convivo no dia-a-dia.

Dito isto, é claro que não posso dizer que toda a gente devia ler este livro. Tenho plena noção de que o assunto não é apelativo para todos. Além disso, é claro para mim que a maioria das pessoas, mesmo as que gostam de ler, têm outras prioridades. Porém, se se interessarem por este tipo de assunto em específico ou, se se interessarem pelas áreas que a obra influenciou, então recomendo muito este livro. Dentro do assunto, não me parece que exista um melhor, mais claro ou mais influente.

 

Idioma de Leitura: Português

 

4/5

 

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Mais sobre a Sofia

Estudante de Letras. Romântica Incurável. Apaixonada por livros, chá, contos de fadas, viagens, tragédias, chuva e chocolate.

Segue-me nas redes sociais

Instagram

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D